Na leiteria do cinema Íris novamente

Um conto erótico de Blanquito
Categoria: Homossexual
Data: 21/12/2011 10:07:38
Nota 10.00

Fiz nova visita ao Rio de Janeiro e ao cinema Íris, na Rua da Carioca. Chegando fui logo para o segundo andar, onde rolam as melhores coisas... No fundo ficam algumas cadeiras de PVC onde alguns machos ficam de pé a fim de ganhar um boquete se posicionam. Os viados costuma sentar nas cadeiras e mamar os macho em pé, o que é uma benção para uma bicha de já 54 anos (rsrsrs) e faz com que os caralhos fiquem todinhos à disposição...

Logo ao chegar, assim que os olhos se acostumaram com o escuro do cinema, vi um cara de uns trinta anos, branco, malhado, com tatuagens nos braços musculosos visíveis na camiseta regata, punhetando de leve um caralho de bom tamanho por cima do cós do calção de ginástica, ao lado de uma das cadeiras. Sentei-me e olhei guloso para a pica de mais perto, passando a língua nos lábios. Como ele não fez nenhum movimento contrário, estendi a mão e senti a rola quente na mão...

Puxei a cadeira e fiz menção de cair de boca... Aí ele abaixou-se e perguntou: gostou? Eu respondi: adorei... E ele, com um sorriso sacana: quanto vale? Eu perguntei: quanto para gozar na minha boca? Ele disse: dez... Eu respondi: dou vinte... Pus então a rola na boca e iniciei uma mamada bem gostosa, salivando bastante... Era uma pica deliciosa, e ele deixou-me mamar à vontade. Alternei engolidas e chupadas carinhosas na cabeça da pica... Dei uma lambida molhada nos ovos, mas concentrei-me na tarefa de chupar o macho que se pôs à minha disposição..., esperando a primeira dose de porra da tarde...

Não demorou e senti a pica dar aquela inchada que prenuncia o gozo... Ele gozou dizendo um contido “puta-que-pariu”... rsrs. Como todo viado experiente sabe, os sabores da porra variam muito, e, controlando a mamada, pude sentir na língua o primeiro jato e degustá-lo... O leite era de boa consistência e gostosinho... Apertei da base da pica à ponta até tirar a última gota e me despedi do meu primeiro macho do dia com um obrigado e a nota de vinte reais, já separada para aquilo...

Mal terminava de sentir aquele sabor delicioso (lavar a boca, nem pensar...), vi na outra ponta um negro enorme. Ele apenas mostrava um grande volume que acariciava sobre o jeans azul. Ele era mal-encarado, mas, como estava parado junto a uma das cadeiras, sentei-me e olhei para ele... O negrão acercou-se e abriu a braguilha, mostrando um caralho ainda em meia-bomba, mas portentoso... Cheio de veias e com a cabeça coberta pelo prepúcio...

Chegou perto e perguntou: você me dá uma ajuda? Eu: quanto você quer para gozar na minha boca? Sorriso sacana: dez tá bom... Respondi já palmeando o cacete: dou vinte... O pau já crescia... mas ainda não estava totalmente duro quando o abocanhei... Adoro sentir o pau crescer na minha boca, e aproveitei para engoli-lo todo, afundando o nariz nos pentelhos crespos e sentindo o cheiro forte do negro... Ele não pôs o saco para fora da braguilha, assim não pude lambê-lo, uma pena... A pica foi endurecendo e crescendo ao ponto de não conseguir engoli-la toda... ao menos era o que eu pensava...

O negão tomou as rédeas das coisas e, ao invés de me deixar chupá-lo, resolveu fuder minha boca... Segurou a minha cabeça com as duas mãos, bem firme, e bombou., alternando enterradas até o fundo da garganta, fazendo com que minha cara ficasse esparramada no jeans (não sei como não fiquei com a marca da fivela do cinto na testa...rsrs) e eu ficasse sem ar, buscando-o desesperadamente, e metidas compassadas, nas quais eu podia sentir aquele caralho deslizar sobre a língua...

Quando sem ar, com a cara enfiada no jeans, ouvia as frases abafadas “engole viado”, “não gosta de chupar macho...?”, quando saía desesperado, com lágrimas nos olhos, via o riso debochado do macho... e voltava a mamar com gosto... Devo ter sido fudido pela boca uns dez ou quinze minutos, até que a peia inchou e, antes que eu pudesse sequer pensar, o meu macho negro enterrou até onde pôde e esporrou na minha garganta, forçando minha cabeça com violência até....

O amolecimento após a gozada violenta deu espaço para que eu respirasse, podendo esperar que ele tirasse lentamente o caralho... Enquanto a rola saía já meio amolecida, eu procura sentir o gosto da porra espessa e de gosto forte... Ele mesmo apertou a pica para a saída das últimas gotas, que espalhou no meu rosto, e fez um ar de desdém ao meu educado “obrigado”, indo rápido para o banheiro, certamente para lavar a rola...

Recolhi com os dedos a porra do rosto e provei com a ponta da língua... parecia um mingau...

Descansei uns poucos minutos e voltei a circular. A sorte logo no início deixara a impressão de que seria uma tarde-noite gloriosa, mas não foi bem assim... Não apareceu mais ninguém por ali... Fui ao terceiro andar e nada... Passei então por uma travesti negra que, sentada numa das cadeiras das laterais, exibia sua bela pica... Já a conhecia e aceitei seu convite para um programa: quanto para gozar na minha boca? 50 reais disse ela... Fomos para uma das cabines do banheiro e ela me deixou mamar a bela rola... Prefiro machos a travestis, mas estava louco por leite... Chupei a pica semi-dura até ela gozar na minha boca. A porra dela era muito amarga... ainda assim engoli e deixei limpinha... Paguei o combinado e saí novamente à busca de leite...

Cruzei com uma travesti moreninha e baixinha já conhecida e ela me chamou para um programa... Eu já sabia que ela gostava de meter. Por isso arriei a bermuda ao entramos na cabine. Ela tem uma piroca pequena, mas gostosa. Sentei-me no vaso sanitário e mamei a rolinha, mas senti que ela estava com dificuldades de manter a ereção... Mamei babado e virei o rabo, ela pôs a camisinha e meteu... mas não consegui mantê-la dura... Ela pediu para chupar de novo e, para não perder a ereção, mandou-me virar rápido e mete sem camisinha, bombando rápido até gozar, ou fingir que gozava... Foi bom sentir aquela rolinha... Paguei a ela 50 reais, o mesmo de outras vezes, e saí...

Já estava quase indo embora quando ao passar pelo fundão do segundo andar vi um negro empunhando uma pica linda junto a uma das cadeiras de PVC. Não custava nada tentar e sentei ao lado dele. Olhei para a rola negra e estiquei a mão... Ele se achegou e disse que fazia programa... Perguntei o de sempre e ele propôs 30 reais.... Caí de boca naquele caralho negro delicioso. Ele beliscou meus mamilos sobre a camiseta, então eu levantei a camiseta e ele ficou beliscando com força... às vezes até demais... Mas estava uma delícia e não queria estragar o clima... Mamei a rola com entusiasmo, engolia toda, chupava os ovos enquanto punhetava... Era uma caceta realmente deliciosa...

Chupei muito... esperando o leite... os mamilos doendo... Então pedi: dá leite pro teu viado... dá... Ele disse que não gozava ali... Eu disse que dava 50 (reais) se ele gozasse... Então ele se soltou e depois de mais uns minutos daquela mamada babada esporrou na minha boca sedenta... Uma porra suculenta e docinha... Recolhi tudo e deixei aquela pica preta limpinha (acho que ele tinha medo de manchar a calça branca), sob o olhar risonho do negro... Agradeci e paguei os 50 reais. Dei-me então por satisfeito e fui embora, ainda com o gosto da porra em minha boca....

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
21/12/2011 12:59:04
e depois fez o teste hiv srsrsrrsrsrsr se não pegou não pega mais kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
21/12/2011 10:40:21
guloso!!!!!!!!!!!!!!!!!

Online porn video at mobile phone


justin bieber chupando pau do Irmãocontos eroticos fode Frouxomulher cagando enquanto dava a bucetadupla pentracao na novinha safadanxnncontos eiroticos leilaporncontos de incestos e surubas esposa com minha cunhada e minha irma nudistascontos de corno minha namorada virou puta de um traficanteler conto erotico de padre reaiscontos eiroticos leilapornnovinha da barriga do umbigo fundinho lindo trepando XVídeosconto arebentei cu velha gordaporno lesbicas forcam colega a lambelasencoxada e gozada no onibus d na mulher d xortiiConto erotico arombei minha enteada novinha magrinhApica incaxo nanovinhacontos gays meu macho me come com pepino e forteminina botando a pica de um ecuino na bucetaporno doido eu e meu filho estuprano minha mulherxvideos buceta com bizerinhocome esa casada comexvidioxvidios estorando as prega das cuzudassafada fode com mefingo q bate na portaeptar casa dos contosrenascendo no incesto parte3personal dotado botando a loira pra chupar na academia ela ver o volume do shorte e da vontade de mamar o piruzaocontos de mulheres safadas qu finjem dormir para ter o cu arregassadoputas piriquetes da favelas chupando um cacete no carrocontos eroticos titio flacou eu e meu primo na infanciamulheres sexo com monstrosx vidio porno pegui a mulhe casada de saia na festa puchei a calsinha comiminha esposa me falou q quer sentir outro pau na sua bucetamadrasta fagar estado batedor punhetaxxxxxvideios minha irma doida lor paumeu padastro ne colocava para xupar a sua rola ele fala engole sua putinha todo este leitinho q eu gardei para vc sua putinha em portuguespai roludo filiha rabuda teatro pornomulheres ficatarada narrua salver penes grandmúsica filme pornô 2018 também é gostosa negona acelerei muito do negãomulher com aberada da buceta toda esticada pra filha vertesão de imao parte 1xvideos os melhores contos de encochadas em evangélicas nos transportes publicoscontos de vacas que gostam de levar no cu e na conaporno irmao irma vide alvivo mas avansado cozano dentro da bucetameu padrasto me comeuSo mete movimha na pica duracontos cu cheio de mijomassageando o picao gigantescocontos eiroticos leilapornconsiquiu engoli uma pica enormeSapeka xsvidioaspanteras tio comendo sobrinha bem novinha escondidi da maePorno dando rabo pra Nergõesporno irserto mãe ajuda patrasto estrupa o cu da emtiadavídeo de uma mulher é o cara para tirar a virgindade dela pegando ela pulsaxvidio mulhe casada hora do futibol brasileromeu primeiro analcontos eiroticos leilapornxvideo pausado é rabada gozando é chorandoeu e meu irmao fomos brincar de medico pornodoidoXisvidio arebentando a coroaContos titio sou virgem so se for no cuzinhodei junto com a minha esposa conto erótico bissexualcontos eroticos.comido dois padres dotadosxvideo Britney escanxada gostosaconto eroticopassei a noite inteira com um plug analMeus amigos me foderam bebada contoscaralhudo rasgando cu da loira cinquentonatopei minha prima dirmindo xxxvideoxvideo dp descabasandovideo porno comeno cu da filinha novinhahomem pega mulher sozinha no meio da rua e transa com ela e faz o regaço a b***** dela pelo XVídeosadventista casa sunga contos eroticosassistir filmes pornô super excitastes contoerotico eu namorada mae e tiocontos eróticos gay o belmirocontos eroticos safados de professoras madurascontos eróticos gay o belmiromulher fala que era doida prachupa opau de kidi bengalacontos fui a casa de swing e encontro minha sogra pastoraestupro esposa contos eroticoscontos corno e meus amigos pegamos minha esposa rabuda de fio contosporno novinha catadora de latinhaContos erotico nora novinha ouvindo a sogra chorando no picao do cunhsdonovinha apois uza droga trazanofamilia sacana quadrinho queridinho da mamaeconto erotico huntergirls71cumendo a naosinhacontoeroticos namorada rodadazofilia o Palzudo fudendo a MulaComtoseroticos cegredomeu pai me ofereceu fio dental e me comeu- contos eroticoscontos eróticos com Danielaxnxx sobrinha fofiha tava curiozaai mae maei pornoloirinhas da minha região, estou doidinho para acabar com seu sufrimento sexualcasadas traidora não aguentou a jeba grande e se arenpendeu caiu na netConto erotico minha namorada e a fantasia com fantasia com velhinho