Convertendo mais uma putinha...

Um conto erótico de Casal Bi Timido
Categoria: Heterossexual
Data: 19/12/2018 00:54:33
Nota 10.00

Olá, amigos. Uma nova loucura imaginada pelo casal, espero que possamos colocar em andamento logo!! Somos um casal maduro, ambos 47 anos, normais. Com os contos anteriores vocês entenderão como nossas fantasias evoluíram até aqui.

Depois das loucuras das últimas fantasias, estávamos curtindo uma fase mais caseira, principalmente com o nosso macho preferido, o pai. Ele agora passava vários dias da semana em nossa casa, praticamente morando conosco. O que era muito legal, pois ele era uma pessoa muito bacana, carinhosa, e se preocupava com o prazer de todos.

Estávamos tão conectados que convidamos ele para vir conosco em nossa próxima viagem de férias, curtindo alguns dias conosco em outro ambiente. Discutíamos alguns lugares para irmos, mas depois do que aconteceu em minha viagem de trabalho (leia o conto Minha vez de viajar (e como ela se aproveitou disso)...), minha esposa sugeriu que fossemos novamente para lá, e que introduzíssemos nosso amigo recepcionista em nossas farras. Minha transa com ele tinha sido bem legal, e nosso macho também se entusiasmou de ter uma nova putinha para seu harém.

Fizemos a reserva, e eu liguei para lá para avisá-lo. Ele me disse que as datas eram ideais, pois ele estaria trabalhando durante o dia, e teria a noite toda para aproveitar conosco. Perguntei do Paulão, e me disse que estava de férias, viajando, e que não poderia participar. Disse a ele para não se preocupar, pois estávamos levando nosso macho, e ele iria participar de nossas festinhas. Ele ficou bem entusiasmado, e nos disse deixaria tudo preparado para nossa chegada.

Alguns dias depois viajamos, indo de carro. Seriam algumas horas de viagem. Eu dirigia, minha Gabi putinha estava na frente ao meu lado, e nosso macho no banco de trás. Nem bem saímos da cidade, e Gabi pulou para o banco de trás, dizendo que era uma pena nosso macho ficar sozinho a viagem toda. E claro, já foi tirando a rola dele para fora, e mamando gostoso, enquanto ele bolinava seus peitões e sua bucetinha.

Quando chegamos ao hotel, nosso amigo estava na recepção. Me recebeu de sorriso aberto. Eu contei para Gabi e nosso macho que ele era o rapaz gentil que ajudou com o problema da TV na minha estada anterior. Os dois aprovaram ele com sorrisos. Ele nos disse que tinha conseguido um upgrade de quarto para clientes especiais como nós. Subimos para a suíte, e realmente, estávamos em um quarto bem melhor, com banheira de hidro, 2 camas king, e tudo que tínhamos direito. Liguei para agradecer, avisamos que íamos sair para comer algo, e que nossa festinha ia começar às 22:00, e esperávamos ele lá.

Comemos algo rapidamente, e voltamos para o quarto. Enquanto nosso macho descansava (e precisaria mesmo para dar conta de 3 putinhas nesta noite!), Gabi me preparava, dando um banho gostoso, depilando e passando hidratante, assim como fiz com sua bucetinha. Estávamos lisos e cheirosos para o macho. Ela para variar já tinha preparado as lingeries, e me entregou o conjunto branco, enquanto ela vestia o vermelho. Havia ainda um conjunto preto, que ela disse que seria para nossa nova "amiga". Nos vestimos com meias, ligas, espartilhos e calcinhas fio dental. A minha ainda tinha algum tecido na frente, para ajudar a esconder meu "grelo". Mas a dela era fio dental na frente e atrás. Voltamos ao quarto assim, e deitamos do lado do nosso macho, para aguardar.

Quando deu umas 22:15 ouvimos uma batida no quarto, e Gabi foi atender como estava. Eu ainda disse que poderia ser outra pessoa, e ela disse que se fosse outro macho chamava para a festinha também! Mas era o recepcionista, que ficou doido quando a viu assim. Entrou timidamente no quarto, e eu também levantei para recebê-lo. Estávamos agora as 2 de lingerie na frente dele, e depois de fecharmos a porta, nos beijamos a três como forma de recebê-lo. Ele olhou sobre os ombros de minha esposa, e viu nosso macho na cama, nu, e nos disse: nossa, ele realmente é grande e pauzudo, né? Minha esposa só respondeu: precisa ver quando aquela rolona ficar dura. Aí sim você vai gostar. Mas antes, eu vou te preparar para sua estreia!

Puxando ele pela mão, o arrastou para o banheiro para prepará-lo. Eu disse para não se aproveitar muito dele enquanto isso, mas ela apalpando a rola dele sob a calça disse que precisaria dar um jeito naquele grelão duro para prepará-lo. Eu já sabia onde isso ia dar. Ela fechou a porta do banheiro, e eu voltei para a cama. Começamos a ouvir a putinha gemendo, e já sabíamos que estava levando rola como sempre. Troquei um olhar com nosso macho e rimos. Comecei a brincar com sua rola, para também prepará-lo para nossa nova amiga. Enquanto isso minha esposa gritava de prazer no banheiro, chegando ao orgasmo, e provavelmente nosso amigo também. Dali a pouco ouvimos o chuveiro ligar, e ela sai do banheiro segurando sua bucetinha, dizendo que veio se limpar e pegar uma lâmina para depilá-lo. Senta na beirada da cama, e me chama para limpar sua bucetinha gozada. Dei uma boa chupada nela, deixando ela limpinha, enquanto ela punhetava nosso macho. Quando terminei, ela voltou ao banheiro para completar a preparação. Essa preparação levou ainda uns 30 minutos, para ela terminar de depilá-lo, e vesti-lo com o conjunto preto que ela tinha trazido. Continuei punhetando e beijando a rolona de nosso macho para deixá-lo duro, mas sem fazê-lo gozar.

Quando saíram do banheiro, nosso amigo tinha virado uma bela recepcionista, com uma peruca morena, maquiagem leve, e um batom vermelho na boca. Usava saltos altos assim como eu e Gabi, mas ainda estava um pouquinho desajeitada. Gabi a levou para um pequeno desfile, mostrando a nova putinha para mim e para nosso macho. Tinha ficado tão gostosa que até meu grelo tinha ficado duro. Gabi, como sempre muito safada, já estava usando um strap-on grande, mas ainda assim menor que nosso macho.

Perguntei ao macho segurando sua rolona se ele tinha gostado da nova putinha, e nem precisei esperar a resposta, pois sentia sua rola muito dura e pulsando na minha mão. Ele disse que tinha adorado, e que agora ia completar a transformação dela. A recepcionista disse que precisaria ser carinhoso como eu tinha sido da outra vez, e eu e Gabi garantimos a ela que estaria em excelentes mãos!!

Eu e Gabi já estávamos sentados no sofá do quarto, assistindo a cena. Nosso macho se aproximou dela, e carinhosamente a abraçou, acariciando seu corpo. Tomou seu rosto com as mãos, e começou a beijá-la como fazia conosco. Nossa amiga foi se entregando, e em poucos segundos estava pendurada no pescoço de nosso macho, trocando um beijo muito quente com ele. Suas mãos foram descendo até a rola dura, e quando seguraram aquele mastro olhou para nós e disse que era enorme! Concordamos, mas dissemos que ele também era muito carinhoso, e que ela iria adorar. Gabi já tinha me colocado no colo dela, e enquanto brincava com meu cuzinho e chupava meus peitinhos, me fez ficar punhetando seu strap-on, dizendo que ela ia me divertir enquanto assistíamos nosso macho.

Ele pegou nossa amiga e levou para a cama em seu colo, aninhada em seus braços fortes. Deitou ela na cama, e deitou ao seu lado. Continuou beijando ela, e carinhosamente disse que ela podia se divertir e fazer o que quisesse com sua rolona. Inicialmente ela segurou com as 2 mãos, parecendo que ainda não acreditava direito no que estava acontecendo. Começou a punhetar levemente, e aos poucos foi aproximando o rosto, até que começou a beijar e chupar aquele monstro. Beijava e chupava e olhava para todos nós, mostrando o quanto estava gostando. Foi se soltando, e com chupadas cada vez mais rápidas, tentando engolir enquanto punhetava, se divertia com a rolona. Eu já chupava o strap-on de minha esposa, assistindo a cena.

Minha esposa me levou para a outra cama, e começou a me foder gostoso, de 4, enquanto assistíamos a cena na cama ao lado. Nosso macho puxava ela para um 69, mas ela disse que não queria encostar o "grelo" nele. Eu disse que não tinha problema enquanto gemia na rola da minha esposa, disse que eu fazia sempre, e que era uma delícia mamar a rolona dele enquanto ele chupava o cuzinho. Que eu até já tinha gozado no peito dele, e ele não ligava. Ela puxou a calcinha de ladinho, e sentou sobre a cara dele, para ele chupar seu cuzinho. Quando sentiu aquela língua áspera mas carinhosa explorando seu anelzinho, começou a gemer baixinho, e caiu de boca novamente na rolona dele. Agora tinha o cuzinho chupado e lubrificado pelo nosso macho, enquanto ele ia enfiando um dedo para ir lubrificando e laceando o cuzinho dela. Depois colocou ela de 4, e continuou chupando e lubrificando o cuzinho com seus dedo s, metendo primeiro 2 dedos, e depois 3 para ir acostumando.

Nosso macho olhou para mim sendo fodido gostoso pela minha esposa, e disse que talvez fosse melhor algo menor que a rola dele para acostumá-la antes da dele, e perguntou se eu queria foder aquela putinha como tinha feito antes e eles tinham amado pelo vídeo. Me desencaixei do strap-on de minha esposa, e fui para a cama deles. Dei meu "grelo" para ela chupar enquanto ele terminava de preparar o cuzinho dela. Meu grelo já estava duro por estar sendo fodido pela esposinha, mas mesmo assim senti ele endurecer um pouquinho mais quando ela começou a chupar, sendo penetrada pelos dedos do nosso macho. Ela gemia baixinho, e com o tamanho do meu, conseguia engolir todinho. Fui para trás dela, e minha esposa guiou meu "grelo" para o cuzinho. Abria a bunda dela, e eu fui entrando. Como sempre nosso macho tinha preparado o cuzinho como ninguém, e entrou com uma certa facilidade. Ele foi para a frente dela, e deu sua rolona par a ela mamar enquanto eu metia gostoso. A safada da minha esposa não aguentou a cena de uma putinha de branco fodendo uma putinha de preto de 4, enquanto essa mamava aquela rolona, e veio foder meu cuzinho, fazendo um trenzinho gostoso. Eu me mexia para a frente e fodia aquele cuzinho apertadinho, e me mexia para trás e era fodido pelo strap-on da esposinha.

Depois de alguns minutos, disse que ela estava pronta para tentar, com o cuzinho bem relaxado. Minha esposa gritou que queria meter nela também antes dela ser "desvirginada" pelo nosso macho, e começou a foder ela um pouquinho, enquanto eu assistia. Depois de uns minutinhos fodendo, pediu para nosso macho mostrar para a putinha o que era uma rola de verdade. Ele veio para trás, e eu tomei seu lugar, oferecendo meu "grelo" para ela chupar. Enquanto isso minha esposa abria sua bundinha, e guiava a rolona para o cuzinho. Quando a cabeçona encostou no anelzinho, ela soltou um gemido gostoso, e disse que estava louca para experimentar. Disse para ela relaxar bem, que no começo ia doer um pouquinho, mas ela ia adorar. Nosso macho foi colocando lentamente, como faz sempre, para ela ir se acostumando. Na primeira tentativa ela disse que estava doendo muito, que ele era enorme, mas tranquilizamos ela, dizendo que ela ia conseguir sim, bastava relaxar bem. Na segunda vez ele foi mais lentamente, com mais lubrificante, enquanto minha esposa brincava com o "grelo" dela. A cabeça foi entrando lentamente, e eu sentia em sua boca no meu "grelo" quando ele avançava um pouco mais, e quando parava. Com um pouco de esforço aquele monstro foi entrando, e em poucos minutos já estava inteiro dentro dela. Ela mamava meu "grelo" alucinadamente, enquanto gemia muito com a rolona.

Minha esposa entrou por baixo dela, e começou a chupar o "grelo" dela enquanto nosso macho começou os movimentos de foda em seu cuzinho. Aproveitei que ela estava com sua bucetinha para cima, e fui meter um pouco nela (a mamada de nossa amiga estava me deixando louco). Enfiei em sua bucetinha que estava muito melada, e comecei a foder forte. Ela também aumentou o ritmo da chupada em nossa amiga, e estávamos os 3 perto de gozar. A primeira (como sempre!) foi minha putinha, gozando enquanto ainda chupava nossa amiga. Eu gozei logo depois em sua bucetinha melada, e nossa amiga não aguentou a pressão daquela rolona e da boca gulosa de minha esposinha, e gozou forte também em sua boca. Minha esposa sem se desencaixar de minha rola se movimentou para beijar a putinha, compartilhando o próprio gozo com ela. Depois de passar toda sua porra para a boca dela, se desencaixou de mim, e pediu para ela também lamber e limpar sua bucetinha, e também recolher toda minha porra dela, o que ela fez enquanto ainda levava rola do nosso macho. Eu fui beijar nosso macho, e incentivar ele a foder a putinha mais forte, para ela aprender o que era ser fodida por um macho de verdade.

Ele foi aumentando o ritmo, e ela se aproximava de um novo orgasmo também, desta vez sem encostar em seu "grelo". Ela gemia forte, e dizia que era uma delícia ser fodida por um negão gostoso daquele. Nosso macho acelerou um pouco mais, e gozou a tonelada usual de porra dentro dela. Continuou fodendo mais um pouquinho, e a porra começou a escorrer pelo cuzinho agora arrombado. A sensação da porra escorrendo enquanto o macho ainda fodia ela foi demais para ela, e ela também gozou gostoso, muito pouquinho (pois tinha acabado de gozar na boca de minha esposinha), mas tendo seu primeiro orgasmo anal.

Nosso macho saiu de dentro dela, e eu deitei sob sua bunda, e pedi para ela sentar na minha cara para eu limpar ela. Ela sentou e eu suguei toda a porra do seu cuzinho, mostrando para nosso macho que estava toda em minha boca. Quando fui oferecer para ela através de um beijo, minha esposinha se juntou a nós, e trocamos um beijo a três, três vadias em lingeries sensuais se beijando e dividindo a porra de nosso macho. Como sempre tinha porra para todas, mas fizemos questão de ir passando para a boquinha de nossa amiga para ela engolir tudo, e ir se acostumando com o volume de nosso macho. Ela bebeu tudo, e nos disse que tinha adorado a foda, e que tinha amado ser "desvirginada" pelo nosso macho.

Naquela noite ainda minha Gabi putinha cavalgou nosso macho, pediu uma DP com nossa amiga enquanto me chupava, e fez nós 3 gozarmos sobre ela, em seus peitões, para nossa amiga depois limpar tudinho com sua língua. Dormimos as 3 abraçadas com nosso macho, vestidas de lingeries. Durante a noite sentimos a putinha mamando nosso macho de novo, e puxei Gabi para a outra cama para assistirmos. Ela foi fodida novamente, desta vez de frango assado, e quando terminou disse que tinha que ir trabalhar, mas que hoje passaria o dia em pé, sem poder sentar. Eu disse a ela que só ficava assim quando era fodida por pai e filho juntos, e ela disse que nem conseguiria imaginar. Saiu para trabalhar e nós dormimos os 3 abraçadinhos até tarde. Minha esposa perguntou para o nosso macho se tinha adorado a nova putinha dele, e ele disse que sim, mas que nós duas ainda éramos suas preferidas, pela nossa ligaçã o e pelo carinho que ele tinha por nós.

Durante nossa estada nossa amiga levou vara de nosso macho todos os dias. Também aproveitamos uma cachoeira deserta da região para irmos as 3 de biquíni para nosso macho, e depois tomarmos sol de fio dental, as 3 bundas para cima, para provocar nosso macho. Nossa amiga putinha também ajudou nosso macho a me foder em uma DP, assim como assistiu o macho me foder junto com minha esposinha e seu strap-on. No dia de irmos embora, ela disse que sentiria saudades de nós 3, e deixamos ela dormir sozinha com nosso macho na outra cama. Eles devem ter transando a noite inteira, pois nosso macho dormiu a viagem toda de volta. Adoramos os dias de férias, e queremos marcar novas viagens para lá novamente.

Esses dias com o pai fortaleceram ainda mais nossa relação, que já era muito maiscarinhosa que com o filho. Passamos a conviver mais com ele, e só envolvíamos o filho quando estávamos realmente precisadas de 2 rolas enormes. Na maior parte do tempo, nos satisfazíamos com o pai somente, que passou a viver conosco, como se fôssemos suas 2 esposas.

Se gostaram por favor comentem. Isso nos excita muito, e quem sabe fará ela realizar todas as fantasias em breve.

Beijão a todos!

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
09/02/2019 10:10:46
Delícia de conto. Votado nota 10. Leia a minha série de contos também: EU, MINHA ESPOSA E MEU AMIGO DA ADOLESCÊNCIA.
29/01/2019 12:01:56
Delicia de conto, minha esposa tb é bem putinha safada, confira nossas aventuras... Temos um blog para casais liberais: />
05/01/2019 03:49:03
Que delícia de conto!!!
25/12/2018 03:39:54
Adorei, muito excitante, adoraria participar como mais uma das putinhas do harém! chama lá
21/12/2018 19:20:14
Muito excitante!
19/12/2018 10:12:08
Mais uma maravilha, vocês duas devem ser muito gostosas e pintinhas.
19/12/2018 05:15:46
Seus contos são od melhores. Gostaríamos de estar nesse nível, mas não temos um macho fixo ainda. Mas sonho dia e noite em sermos duas esposas prum macho pirocudo morando junto!

Online porn video at mobile phone


XVídeos pornô mulher pulando em cima de um palco com segundo imediatamente ela desmaiaquero ver foto bucetao beicudas e hrandecontos eroticos perdi meu caboca pro meu caocontos eroticos de feminizaçao parte 2os vídeos de pornô incomodei canivete favor vídeo pornôamigos da morte na casa das águas passa agora pelada fodendocontoeróticocoroa engravidei minha sogracontos lactofiliabucetaazedinhaxxxfilmes zoofilia com dog alemaoirmas safadas relatosconto porno sequestrada e arrombafaxvideos tarado olhando a enpregada so de calcinhaxvideos so12aninhosMae e puta fudeu filio estoriaConto porno prima perdeu no jogo teve que dar a bucetavideo amador priminha novinhalinda do peitao dormiu com primo ese asutou com ele batendo punheta e chupouXvideo vou contar como acabei transando com uma irma da minha igreja elaera casadafei a buceta pro meu primo mais novo contos eroticoscontos de incesto dei pro meu sobrinhofrutaporno escondendo do paisexo explicitp com chupaçao de homem em mulhercontos eiroticos leilaporncontos eroticos comi minha irma mais velhaamor chupa mihna buceta Conto erotico mulher quarentona crente dando o troco com amigomulherese vulcão doida pra meter com um taradaonovinha perdendo a virgindade para soltinhoContos tetas bicudas e sem sutiãConto real slutwife camisinhafime porno pai infindo a mão no cu da filhaconto erotico minha mulher de short no onibus gozaram nas coxa delaincesto gay papai me fez de putinhaXxxvideos irmao comendo sua propia irma e a mae deles liga bem na hora qe eles estao transandocontos eróticos novinha casada com negao no baile funkSobrinho pauzudo,tia feliz. Com foto.morena.gostisa.gosando.de.isguinxosmenininha da raça negra bem novinha batendo punhetas com bastante bontade e chupando o titiomulher topada de sorriso e droga dormindo e os homens transando com ela várias pornô caseiro homem com pênis bem grande transando com ela menino pelado conto gayBuceta cazera chote curtocontos eroticos maduras gosto de homens tarados e de piça gg encoxatrix no onibuspornô grátis sobrinha Fala tio sua pica não vai caber na minha b********contos eiroticos leilaporngordinha que dá de bruço com a b***** depiladinha gêmeasConto erotico enfiaram de tudo no rabo da menorler relatos pornos de estrupos xe vovozinho com netinhasmenina nociha demenor pededo asprega anal pornomenino dodoca arobando novinhasimagens de mulheres chupando o peito uma da outra com muito prazerlesbicasapertei fazer filme pornô calça entrar no rio mulher pretinhaxvideos jairinhoo bahianocontos minha esposa pediu carona e ganhou pica grossamenina engatada em cao raça pequena contoas maluquinhas bedada gozando muito filme pornodi vagar gero sinao doi meucu .xvideobiel sabatini eu nao sou gay completoContos pedi pro meu marido me levar num puteirobrincando escanchada contos pornodando pro supervisor contomínha avô chupou minha xotapornô pornô socando o pau na b***** da dona Zefa cachorro tocando pau na b***** da donacontos veridico mulher pagando a divida do marido com homem pauzudao dotadocomo q estourar as bolinhas sexchop sexuais na relacao sexofilmes pornô lambuzada pelo pazes as panterasminha irmã não resistiu ver o meu pau duro e sentou nele com foeça videi porno incestoeu, minha namorada, minha namorada e meu tiomaronbeiro comendo o cu da sua ajudantiGozada na buceta contoXvidio minha conhada so usa curtinhoConto erotico fazendeira gostosa da pro caseiroaregasando a busetada tianovinha incente do interiorcache:cB0rtZ1uQCMJ:https://zdorovsreda.ru/texto/2015051133comi o cuzinho da minha irmanzinha de 12 aninhoscurra anal contosMe chamo Carlos e sou casado com Márcia uma loirinha linda pequenina apenas 1,52m magrinha apenas 49kg contos eroticosdadomacho batore conto gayvelhas festejando c negros cacetudosconto eroticos mulher do corno na borrachariavideo de porou dirano vigidade da namorada vedtidominha sogra cagandocontos eroticos com mudinhavideo inversão porno sogra comendo o cu do gerocontoseroticos/comadre rabuda