Sexo na faculdade

Um conto erótico de PeSil
Categoria: Heterossexual
Data: 14/05/2019 15:33:27
Nota -

Eu não conversava muito com Juliana, as vezes a gente trocava algumas palavrinhas, mas nada muito afetivo. Com o tempo e durante as aulas praticas principalmente, a gente foi se aproximando mais até rolar o que vou descrever para vocês hoje.

Faço faculdade de educação física, estou no quinto semestre, Juliana entrou na facul na mesma época que eu, então acabamos caindo na mesma sala.

Ela tinha o grupinho dela e eu o meu, quase nunca a gente se falava, mas a medida que ela começou a participar mais das aulas praticas acabamos tendo uma aproximação inesperada.

Nunca pensei que ela fosse querer algo comigo, além dela ser bem bonita, ela era lésbica e ja tinha até ficado com uma garota da nossa turma dentro do banheiro feminino numa festinha que teve na faculdade, mas isso não me impedia de dar aquela boa e velha olhada.

Juliana era do tipo de garota independente, não se importava com olhares e nem com elogios, era dura na queda, fiquei sabendo de vários outros que tentaram e não conseguiram, mesmo sendo rapazes que eu achava que tinham mais chances do que eu.

Mulata dos cabelos encaracolados, tinha bunda e peitos bem grandes, e chamavam bastante atenção, baixinha e com um sorriso lindo, tinha até covinhas, que na primeira vez que eu vi fiquei fascinado.

Um dia meu professor separou a turma em grupos, mas como aquele dia tava muito chuvoso, varias pessoas faltaram na aula e ficaram faltando pessoas tanto no meu grupo quanto no grupo de Juliana, aí decidimos juntar os dois. No começo foi meio dificil, a atividade era pra ser feita por todos do grupo em comum acordo, mas nem todos ali se falavam. Conseguimos ir desenrolando e no final, mesmo o desempenho não ter sido satisfatorio, os olhares eram de pessoas que tinham se divertido, em especial Juliana espontanea como sempre, ela veio falar comigo, e riu de uma coisa engraçada que aconteceu na atividade. Na hora de ir embora eu a vi saindo com seu grupinho de amigos, ela olhou pra mim e sorriu, eu sorri de volta instantaneamente e segui meu caminho, assim como ela.

No dia seguinte ela me manda uma mensagem perguntando se eu ia pra facul, e eu respondi que ia sim. Eu só fui mesmo por causa dela, eu não tava nem um pouco afim de levantar cedo naquele dia, mas ver a mensagem me deu a sensação de que algo bom iria acontecer.

Chegando na facul e eu a vejo sentada em um banco que tem na entrada do prédio, fui até ela pra cumprimenta-la.

"Bom dia!" Disse eu enquanto a beijava na bochecha

"Bom dia"

"Você sabe se ja chegou mais alguém?"

Perguntei

"Vi algumas pessoas, parece que o povo não ta afim de fazer ginastica hoje"

"É deve ser"

"Você veio disposto a pular até dizer chega?"

"Pra falar a verdade não"

"Então porque você veio?"

"Disse para alguém que viria"

Nesse momento fomos interrompidos pelos amigos dela, e depois fomos pra sala de ginastica.

Não falei com ela até o final da aula, apenas trocamos olhares e sorrisos, e na hora de ir embora ela me chamou de canto. Juliana foi bem direta, me deixou até sem palavras, e quando eu fui tentar dizer algo ela me beijou, um beijo ardente e sufocante, que no inicio parecia que ficaria apenas nisso, mas a situação fugiu do controle e começamos a ir mais além do que poderia ser só um beijo. Nossas mãos foram invadindo outros espaços, eu passava a mão por cima do bundão dela e dava umas apertadas de leve, ela de vez em quando fazia o mesmo só que por cima do meu pau. o negócio foi esquentando, ela me pegou pelo braço e me arrastou até o banheiro feminino e lá rolou o que eu tanto queria, e o que ela queria também.

Juliana me jogou em cima da pia, desabotoou minha calça e a tirou junto com minha cueca, meu pau tava duro igual pedra e ela não fez cerimonia, me punhetou devagar e depois caiu de boca olhando bem no meio dos meus olhos com carinha de safada. Ela chupava bem, de vez em quando batia meu pau em sua bochecha e dava lambidas na cabecinha. Ouvimos um barulho e decidimos entrar em uma das cabines, la ela nem esperou a pessoa ir embora ou algo do tipo, continuou chupando só que mais forte e com mais vontade, arrancando alguns gemidos involuntários de mim. Eu precisava por um fim naquele boquete antes que ela me fizesse gozar, mas tava tão bom que deixei ela chupar mais um pouco até ouvir outro barulho duas cabines longe da nossa. Juliana parou de chupar olhou pra mim, sorriu e disse "sua vez". Deu nem tempo de questionar, ela arrancou sua calça em dois segundos, deitou no vaso sanitario e puxou a calcinha de lado me mostrando sua bucetinha lisinha, moreninha, toda molhadinha. Me abaixei e comecei lambendo de baixo pra cima, analisando o terreno, ela alisava meu cabelo e gemia baixinho, depois caí de boca de uma vez. Chupei até perceber que os gemidos dela estavam ficando cada vez mais altos.

"Ju, você ta quase gritando!"

"A culpa é sua"

"Ainda nem comecei e você ja ta fazendo escandalo, fica com a mão na boca que é melhor"

Ela colocou a mão na boca mas continuou gemendo alto e ainda sim fez meu tesão aumentar, assim como o receio de alguém ouvir e nos interromper, e quase aconteceu. Ouvimos um barulho e paramos, alguém passou bem devagar em frente a porta da cabine onde estavamos, olhei pra Juliana, ela estava com uma mão na boca e a outra alisando sua buceta, aparentemente sorrindo. A pessoa foi embora e ela não perdeu tempo, ficou de quatro em cima do vaso sanitario e implorou para que eu chupasse seu cuzinho também. Meu pau tava quase explodindo, meu tesão tava nas alturas, mas o dela era maior, ela abriu bem a bunda e ficou massageando seu clitoris bem devagar mas depois de um tempo ela aumentou a velocidade e ficou enfiando dois dedos em sua buceta toda melada.

"Ai caralho...assim não para...eu to quase gozando!"

Juliana gozou e deu um grito que deve ter dado pra escutar em todos os cantos da facul, tanto que sua amiga veio chama-la para ir embora, mas Juliana pediu pra ela esperar um pouco, e quando eu achei que ela iria vestir suas roupas para ir ela se abaixou e me chupou novamente até eu encher sua boquinha de porra.

"Pronto, agora eu posso ir embora, mas ainda não acabou" disse ela se vestindo

Eu nem disse nada, me vesti lentamente, ainda me recuperando esperei elas irem na frente e depois saí.

No dia seguinte trocamos poucas palavras, mas isso só servio pra ficar evidente que ia ter mais, aquele morena gostosa queria terminar o que começamos e não demorou muito pra ela conseguir.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.

Online porn video at mobile phone


brasileira escurinha cintura fina xvideoeu e minha patroa praticamos zoofiliavarios machos fazendo reforma na casa do corno termina fazendo gang gang com sua esposa puta tarada por rolaminha madrasts mim falou qr pica contoSo putinha chupando rolas de 16centimetroconto erotico sexo com soldadofudendo ela engrenadabucetimha peqeninhaconto erotico vendida pelo maridoirma bucerudasmulheres que gostam de ser encostada no ônibus contosprovoquei meu irmao so de calcinha e ele me arrombou todinhacontos porno scat lesbicoestudante novinha chegou da escola e foi surpreendida por um tarado q comeu a bucetinha dela virgem fudeu até sangrar e gosou dentro da bucetalevei minha esposa num glory hole conto realpadrasto dotado tentando fura cuzinho da intisda novinha dormindominos putinhos e meninas putinhas x vidios pornonovinha de quinze anos fodida a forca pelos trez vizinhos bem dotados contosirmao.ingravidando.irma.metendi.na.buseta.sem.camlsinhacontos herotico eu tem fichens por cu peidoxvideo entiada gozando e perdendo a vidadexxxvideos travesti bem novinha cumendo gayCóntos eroticos me vinguei do meu marido e dei pra um roludo XVídeos atormentavam televisãovideos porno negao so os tapas estralandotufos familia favela #8conto erotico gay negao dominador gosta de maltratar viado brancotransas em araruamaMulheres na siririca dentro do carro e morador de rua olhando no pornodoidoporno sacana c mao boca traveco nojenticontos espiano no decote da minha maexvideos fudenu ir critanto fode meu porra com amigo to meu maridocotos eroticos piralha virgemotodiz pornocontos eróticos de padastro abusivocontos eróticos novinho punheteros Parabéns felicidadesvidos pea a.baca irmao meteu a pica na irmanovia e gozo dento da bucetona delaBaixa grátis pornô zoofi!ia.commulher se decepciona por pegar o marido d********* pro negãoxvideos. com sem pelo só a lanzinhacontos eroticos sendo abusandomulher cagando com prisao de ventre pornovideo porno amor virei corno que deliciaxvidio novinha não agetowww.xvideos- Viadinho NOVINHO LOURINHO o peniz gigantao .COMmulher e ca.comhordo fudendochupando no cu da gostosa de calcia e comexvidiofada do sexomulher deu o cu que choromassagem na mamae bunduda contoseu tava no meu carro com a minha cunhada casada crente eu perguntei pra ela você já foi com seu marido pro motel ela disse pra mim eu nunca eu fui pra um motel com meu marido eu entrei com meu carro dentro do motel ela disse pra mim eu não vou entrar no quarto com você eu disse pra ela você não quer conhecer o quanto ela entrou comigo no quarto conto eróticocasada traindo na lua de melporbodoido padrasto come e. a mae pega no fragagozando dentro da mignonzinhaContos eroticos gays ovigia negro dotadofiui porno gozada dentro sequiso roti so buceta grandecontos.porno gay um.namoro americano cap 29xvideo estrupada dijunto do cornoCesinha virgem transando pela primeira vez com filho do vizinhovídeos sexo gays estrupo vampiro principes dandovideo de prono doido com loiiraasContos eróticos fui chantageada pelo meu Director e fiz sexo oral e analnamorado de pau cabeçudo arrebenta o cabaço da namoradacontos eroticos malv comendo as interesseiraContos eroticos - o cabaçinho da filhindacontos eroticos piscinaconto erotico crossdress na academiachupando ate engasga tiamulher dormindo pica entrandoxvidiogaranhão paquerou a minha mulher e levou para o motel vídeo pornô cornosrelatos reais de meu tio me diz que é macho alfagero xxvibeocontos eiroticos leilapornConto irmao tira cabaço a irma de 13 gostosaContos eróticos sobre marido militar e sua esposa na lua de melaliviando os funcionariosrolas grossas e veiudas fudendo as bucetinhas e cuzinhos das mulheres da favelanovinha fechar o olhos e faz biquinho pra levar gozada na carabebado deixei minha filha ser abusada na minha frente parte 9 vontod eroticossou amante do meu sobrinho Www.vidioerotico.deminas.geraís.com.tarada nuonibuporno cunhanda provoca cunhando d xorti ate emtra na rolamim obrigaram a comer minha mae contos eroticomtk contos eroticos coisas do destino capitulo 1fotos de caralhos descomunalContos eróticos de gozada na boquinha da madamenovinha xeia de pintas na bct na siriricatirando a virgindade da Comando batendo o saco na cara delacontos eroticos eu e meus ďois irmaosirmas fudendo com irmao1minuto xvideosconto erotico gay vuagracontos eroticos de como aprendi dar o cuvelho safado come o ccu da mulher ela chora xe dorxvideo garda levano varias gozadacontos eróticos comi a quarentona virgem evangelicacontos eroticos gay entre jogadorespauzudo fode bucetamenoraspanteras filmes porno a cordano minha mae japonezanovos Titãs que a manu rasgou a cueca