A foda no escritório

Um conto erótico de nadademais
Categoria: Heterossexual
Data: 10/07/2019 21:46:05
Última revisão: 11/07/2019 10:41:23
Nota 10.00

Trabalho há pouco mais de 2 meses em um escritório em Florianópolis. Ao todo a empresa tem 4 salas no prédio, 2 por andar. Entre as minhas tarefas está cuidar das compras da empresa e atender ao telefone. Empresas de tecnologia geralmente são cheias de nerds, mas até que alguns se salvam nesse caso. Tinha que trabalhar de cabelo preso e uniforme, não era muito confortável porque era justo e um pouco curto. Ainda mais com o salto alto azul que eu particularmente achava feio.

Os postos de trabalho são divididos em baias, mas são bem espaçosas porque nessa sala tem poucas pessoas trabalhando. Em alguns dias da semana quando o chefe não vem fica só eu e mais um cara enquanto outros fazem home-office. Por ser a única mulher do andar os olhos estão sempre voltados para mim, entendo que para a maioria das mulheres isso seja um problema. Na verdade eu gosto porque me coloca um poder de provocar e escolher fazer o que eu quiser.

Em um dia desses, só nós dois, resolvi provocar excessivamente esse nerd de óculos para ver sua reação. Eu sabia que ele era um dos que mais me olhava. Olhos sempre fixos na minha bunda em qualquer ocasião onde eu precisasse me esticar para pegar algo no alto ou inclinasse sobre uma mesa para alcançar alguma coisa.

Logo pela manhã passei alguns momentos olhando fixamente para ele. Ele sabia que eu estava olhando, mas parecia ser muito tímido para encarar de volta. Às vezes via ele engolindo seco. Inventei alguma pergunta idiota só para que ele olhasse para mim, enquanto ele respondia tirei o batom da bolsa e comecei a passar olhando-o fixamente. Ao terminar passei a língua em volta dos lábios e esfreguei-os de leve juntos para espalhar perfeitamente. Eu disse que seu óculos estava torto e me debrucei sobre a mesa esticando o braço para a outro baia. Desarrumei e arrumei novamente seu óculos enquanto ele podia ver os seios em meu decote.

Pouco tempo depois chegaram para fazer uma entrega, fui à mesa de reunião para verificar as caixas e ao terminar coloquei a caneta na boca antes de assinar, eu sabia que ele estava olhando pelo espelho que tem próximo ao banheiro. Assinei os papéis e o entregador saiu, ao virar para voltar à mesa deixei a caneta cair no chão e me inclinei de costas para ele para pegá-la. Ele se arrumou na cadeira como se alguma coisa tivesse deixado-o desconfortável naquela posição com sua roupa social.

Ao voltar para a sala depois de algumas tarefas notei que ele estava em um call internacional, era hora de agir. Voltei para minha mesa e comecei a olhá-lo, ele me olhou de volta enquanto falava com o headphone. Acho que ele estava tão concentrado em entender e falar que agora conseguia me olhar sem problemas. Rodei com a cadeira um pouco para trás e soltei os cabelos que se mostraram levemente cacheados. Enquanto arrumava o cabelo mordi o canto do lábio de baixo e pisquei um dos olhos. Ele parou imediatamente de falar. Consegui pensei, preciso continuar. Ele tentava voltar ao raciocínio enquanto eu deslizava as mãos dos cabelos aos seios e em seguida cintura. Queria que ele confirmasse o formato do meu corpo apesar do vestido já tão revelador.

Com os pés juntos apoiados no chão fui afastando lentamente as pernas para fora e coloquei as mãos ao centro para que ele não visse minha calcinha. Esperei. Continuei. Com as 2 mãos comecei a subir o meu vestido, inclinei o corpo para trás e coloquei uma das pernas sobre a mesa. Ele estava ficando vermelho e completamente perdido, a quantidade de "sorry" e "pardon me" que dizia se multiplicavam. Foi aí que levantei e fui em direção a ele.

Como se fosse ficar encurralado ele aproximou mais a cadeira da mesa e voltou a olhar para a tela enquanto se recompunha, queria esconder alguma coisa e eu sabia o que era. Me aproximei por trás e passei os dedos levemente pela sua nuca enquanto ele respondia inspirando profundamente. Acho que não era mais sua vez de falar porque agora só concordava com alguns "OKs" de vez em quando. Puxei a cadeira para trás e virei de frente para mim. Ele colocou uma mão sobre o rosto enquanto apertava a tecla mudo do headphone com a outra. Desci a mão pelo seu peito enquanto me inclinava para beijá-lo. Seu pau estava duro como esperado. Subitamente ele pegou meu braço com uma das mãos e com a outra tirou do mudo, precisava falar mais.

Virei de costas e subi o vestido mostrando minha bunda naquela calcinha minúscula que usava para não marcar. Como se precisasse autorizá-lo virei de frente e peguei suas duas mãos trazendo-as para o meu quadril. Ele começou a demonstrar um controle maior na comunicação enquanto deslizava as mãos dos meus seios às minhas coxas. Fui agachando na sua frente enquanto ele colocou as mãos sobre a minha cabeça, chão duro para os joelhos. Abaixei o zíper da calça social e puxei seu pau pra fora. Comecei a beijá-lo para deixar marcas de batom. Novamente sua concentração foi pro espaço e voltou a vacilar nas falas. Barulho na porta. Alguém entrou na sala. Calma.

Onde estava, por trás da baia, sabia que não podia ser vista. Continuei chupando de leve porque agora ele tinha 2 problemas pra resolver. Ele pediu licença do call e tentou impedir de todas as formas a pessoa de entrar dizendo que já iria atendê-la na sala ao lado. Era só uma dúvida, coisa rápida, mas que nesse momento ele não podia ver de jeito nenhum. A pessoa desistiu, saiu da sala. Ele olhou para mim e suspirou. Eu pisquei um dos olhos e perguntei ainda com seu pau na boca se tinha algo de errado. Ele voltou ao call enquanto eu tentava impedi-lo o melhor possível, e isso eu conseguia fazer muito bem. Ele desistiu do call, fechou a tampa do notebook para encerrar de forma abrupta a comunicação, aquela coisa de fingir que a conexão caiu. Eu parei e perguntei se ele queria mais, claro que queria.

A caminho do banheiro passei na minha necessaire para pegar uma camisinha. Entramos, lugar pequeno. Nos beijamos mais, eu tinha experimentado a rola mas não a língua até então. Ele me pegava com muita vontade e queria meter, abri a camisinha e coloquei só na cabeça da pica, então ajoelhei no chão e desenrolei ela com a boca, fui até o talo, sou boa nisso. Ele tirou a calça e sentou sobre a tampa do vaso, eu sentei de frente no pau dele puxando a calcinha pro lado, entrou fácil porque eu estava bastante molhada. Comecei a pular com força e gemer bastante. Rebolei muito naquele pau. Sendo pequeno esse banheiro as vezes eu batia alguma perna na parede. Acho que o barulho estava tão alto que um funcionário do andar superior apareceu na sala. Ficamos imóveis. A pessoa perguntou se estava tudo bem e eu respondi que sim. Nova pergunta se eu precisava de ajuda e respondi que não. Ela foi embora. Voltamos a meter até eu gozar de se esfregar nele. Aí parei, só queria usá-lo. Saí do banheiro e em frente ao espelho coloquei o vestido no lugar. Fui ao terceiro andar tentar passar um pano, disse que tinha caído e batido a cabeça. Foi aí que perguntaram: e o vermelho dos joelhos?

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
Ax
11/07/2019 14:25:47
Que delicia heim, quer trabalhar comigo? hehehe
11/07/2019 14:21:40
uau, muito excitante, muito sedutora. nota 10
11/07/2019 12:49:57
Muito excitante...queria uma colega é trabalho assim
VIC
11/07/2019 10:35:18
QUE DELICIA..PARABÉNS...
11/07/2019 08:23:33
Adorei! Excitante, provocante! Escreva mais! Convido para ler os meus. Tenho um de uma transa no banheiro tbm! Quero saber mais de vc...
11/07/2019 00:11:05
11/07/2019 00:10:21
Muita safadeza com o coitado rsrs..excelenteJá morei em
10/07/2019 23:25:54
Mt tesudo esse conto.

Online porn video at mobile phone


aulas particulares com.professor novinho contosgaysse voce me desse essa buceta iamos nos divertir muito xvideospegou o marido fudendo a cunhadaxvidios.compornô marido broxa uma mulher dá para Oinegao rascando roupa de mulheres brancas page 1 xxxxxcontos eroticos- bandidos fodedoresmenina du cuzao largo chama emcanador pauzudu pornoContos eroticos 16advogada enrabada pelo presidiário contos de maridos q gostam d ser corno e levam pirocudos pra comerem sua mulher em ksacontos eroticos, isso chupa meu peito esfrega meu grelinho faz sua putinha gozarmulher esta no sofa conversando e derrepente o cara chega com o pau e coloca bruscamente na boca delatathy ellen contosContos eroticos escravas na cabanapastora bucetuda de fil dentalxvidiop quem cavalgo melho mae o filhafotos de gordas gostosas de cho tinhos amostran do abocetavidio d sobrinha mostrando metade d polpinhas p tio n fazendacalçinhas dentro dos reguinhos da buceta e do cucontos eróticos so sai se euver estabundonacontos eróticos meninas de 25 anos transando com sua calcinha preta com lacinho vermelhoconto meu corno só arruma negros para me foderfotos porno ebano e marfimenprezaria comendo epregado xvideofilha minha femea contogravando bebada arredanda a calcinha pro lado e tacando a picacontos soniferoxvideos. com as gostsona no rncomendo a elaine no cantteito de obras xvdeosconto erotico entrevistacasa do conto meu irmao me encoxouvídeo de sexo com mulheres acorrentada em senzalaas pornocoto espoza .com roludoconto de estrupo em família rasgou meu cuXvideos japinha Até deu um gritinho Quando o pau entrou contos anal c cavalos e tourosconto dei o cu no onibusvidio porno homen emtera o pou todo na garganta da muher ate gozarsexo esposa trail marido na mesa do quiosquecontos de cú de solteironasexoconto erótico do meu avôFudeno a buceta da filha no mato escodido pro pai pono caseiroporno loira olhos azuis coxa grossa rabo grande peituda cabelos longos metendo como uma cadela no cioXsvideos patroa levando surra de cinta nuaTios Safados inludindo Adolecente X Videobucetao contosXVídeos o cano locando deslocando e o cano de novo o cu da magrinhaestorei a travesti safada contocontos eroticos chantagiei minha tia e comi elafiquei grudada com meu cachorrocontos/comi a mae e tirei o cabaco da filhacomtos exitantesXVídeos coletânea de mulher sendo agarrada no serviçodois negao cacetudo arroba a porta e amarra o cara e trepa na mulher dele na frenteXvideo mulher gritando socaaaamae forssando a filha movinha a fuder com o paihttp//eternahelga.blogspot.com.brporno de mulheres tentando fiji de pica grandecorno sendo enrrabado contosfoto.de garotas tomando sol de costas de biquinis deitadasde cabelos castanhoswww.mundobicha australiano sarado fode novinho.com.brcasa dos contos gay Odrakimor light and darknessnegas bomtudascontos de patricinhas sendo estrupadas por bem dotadocontos eróticos vovó transando com cavaloouvir barulho do pinto entrando na buceta pornôcontos eiroticos leilapornmentendo o pepino na buceta e no meu rabao contosXvideos pau com veias azuladasabaicha vidio porno menina de deis ano sendo abusada pelo paiporno gay gosado na cueca passeiraPapai de pau duro roupão xvideosum fingidor me chupou o pau do filhosobrinho. segura. a. escada. pra. tia. gostosa. subir. de. saiacontos eiroticos leilaporncontos eiroticos leilapornsuper loiras bronzeadas torneadas transando loucamente sem pararSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhacondominio traicao videos cuckoldconto erótico transei no tratormeninas e mulheres encoxadas por baixo da saia e aceitandocontos eroticos o costureiroseduzir a cunhada dentro de casacontos eroticos dei para um vizinho de iptingaasmeniasnovinhas.nuavideocurtomagrinha e roludoconto erotico velha casada banca negao pirocudo